O INSS é o Instituto Nacional do Seguro Nacional. É a agência responsável pela Previdência Social no Brasil. Ou seja, é o instituto responsável por arrecadar a contribuição dos trabalhadores durante sua fase economicamente ativa.

Além disso, é a instituição responsável por pagar não só a aposentadoria aos trabalhadores aposentados, mas também benefícios como salário-maternidade, pensões, entre outros.

Ora, manter-se informado sobre seus direitos é uma tarefa importantíssima de todo trabalhador ou aposentado. Quando falamos em Direito Previdenciário e em INSS, estamos falando da sua qualidade de vida após tanto tempo de contribuição.

Assim, atualizar-se sobre esse assunto é ainda mais importante e deve ser um interesse de todos.

Com a entrada em vigor da Reforma da Previdência em 1º de Janeiro de 2021, as regras para aposentadoria pelo INSS por idade e por tempo de contribuição foram alteradas.

Portanto, é muito importante que você se atualize agora para não ficar para trás quando precisar cobrar seus direitos.

Pensando em você, escrevi esse post para servir de um guia completo sobre INSS e o Direito Previdenciário de 2021. Certifique-se de ler o texto completo.

Continue lendo!

dois senhores aposentados sentado num banco na praça

O que mudou na Aposentadoria pelo INSS em 2021?

A Reforma da Previdência trouxe algumas alterações nas regras de aposentadoria por idade urbana e por tempo de contribuição. Note que as regras de aposentadoria por idade rural não foram alteradas.

Assim, homens e mulheres que habitam em zonas rurais continuam sob as mesmas regras de antes da Reforma: 60 anos para homens e 55 para mulheres.

Aposentadoria por Idade Urbana

Neste caso, as regras apenas mudaram para as mulheres. A partir de 1º de Janeiro de 2021, as mulheres apenas poderão se aposentar por idade, na cidade, tendo no mínimo 61 anos e tendo comprovado 15 anos de contribuição ao INSS.

Para os homens, as regras não mudam: são ao menos 65 anos de idade e 15 anos de contribuição mínima.

Aposentadoria por Tempo de Contribuição

A aposentadoria por tempo de contribuição continua seguindo duas regras, a regra dos pontos e a idade mínima.

Regra dos Pontos

Para verificar se você já pode se aposentar, deve somar a sua idade ao seu tempo de contribuição ao INSS.

Se você for mulher, deve atingir um mínimo de 88 pontos para ter direito à previdência social (ou 83 para professoras do ensino infantil, fundamental e médio). Mesmo assim, fique atenta para o tempo mínimo de contribuição: 30 anos para trabalhadores em geral e 25 para professoras.

No caso dos homens, pelo contrário, a pontuação mínima para a aposentadoria é de 98, observando o tempo mínimo de 35 anos de contribuição. No caso de professores das séries citadas acima, a pontuação e o tempo mínimo também são descontados em 5 pontos.

Idade Mínima

A aposentadoria por idade mínima é um pouco mais simples. No caso, basta verificar se você possui a idade mínima para se aposentar pelo INSS. Mulheres devem ter ao menos 57 anos e comprovar 30 anos de contribuição. Se forem professoras, é possível se aposentar com 52 anos e com 25 anos de contribuição.

No caso dos homens, o valor é um pouco mais alto. São necessários ao menos 62 anos e ter comprovado 35 de contribuição. Para professores, esse tempo cai para 57 de idade mínima e 30 anos de contribuição.

Tabela de Resumo

Resumindo, vamos mostrar na tabela abaixo as regras de aposentadoria pelo INSS em 2021:

Aposentadoria por Idade Urbana
 Idade MínimaTempo Mínimo de Contribuição
Mulheres6115
Homens6515
Aposentadoria Por Tempo de Contribuição
Pela Regra dos PontosPontos  Tempo Mínimo de Contribuição
Mulheres8830
Homens9835
Por Idade MínimaIdade MínimaTempo Mínimo de Contribuição
Mulheres5730
Homens6235
Tabela demonstrativa do Cálculo do Tempo de Aposentadoria pelo INSS
senhora aposentada pelo inss sorrindo ao ser mostrada algo no celular

Consultando o INSS com o CPF

O seu cadastro no INSS gera um número de beneficiário, o NIT. Usando essa informação, você pode ter acesso à informação nos diferentes canais da instituição. Você também pode usar o seu CPF para a consulta.

A consulta pode ser feita através da central telefônica ligando para o 135. Ela também pode ser feita pelo site oficial do INSS ou na agência da Previdência Social.

O aplicativo Meu INSS do Governo Federal é um recurso muito útil para você consultar essas informações de modo rápido e prático. Recomendo tê-lo instalado em seu smartphone. Assim, caso prefira acessá-lo pelo computador, visite o portal do INSS para navegadores de internet.

Para consultar o INSS, na falta do seu número de beneficiário, você pode usar o seu CPF. Geralmente, você deve confirmar algumas informações cadastrais antes de acessar a informação.

As informações que você pode acessar informações sobre diferentes processos e benefícios, como a aposentadoria por idade e por tempo de contribuição. Além disso, você pode acompanhar pedidos de salário maternidade, pensão por morte e auxílio-doença.

Usando o tempo de contribuição para calcular o Benefício do INSS

Calculando seu tempo de contribuição ao INSS, você também pode chegar ao benefício que você tem direito quando se aposentar.

No momento, o valor da sua aposentadoria é definido em 60% da sua média salarial contados desde 1994 (o ano em que o Real foi empregado no Brasil). Além disso, você tem direito a um aumento da porcentagem por cada ano acima da contribuição mínima.

Dito isso, o cálculo e suas condições mudaram com a entrada em vigor da Reforma da Previdência. Por isso, talvez o que você saiba sobre o cálculo dos benefícios do INSS e da Previdência pode não estar tão atualizado.

É vital que você se informe bem para conhecer seus direitos e não ser lesado por desconhecer as regras vigentes.

Para se informar melhor, leia também meu post sobre a Revisão da Aposentadoria após a Reforma da Previdência.

Caso ainda tenha restado alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo e responderemos!